segunda-feira, 30 de julho de 2012

CARRO SINISTRADO COMPRAR OU NÃO COMPRAR?


Antes de pensar em comprar um veículo, considerado irrecuperável por uma companhia de seguro,  ou classificado como "perda total", é importante verificar a situação do bem.

CLASSIFICAÇÃO DE PERDA TOTAL:

Os veículos sinistrados  em decorrência de acidente de trânsito, incêndio, inundação, submersão, queda, desabamento de objetos, furtos e demais catástrofes  naturais, podem ser considerados SUCATA (veículo sinistrado com perda de mais de 75%, sem possiblidade de recuperação, vendidos sem documentação e identificação de chassi)  , ou SALVADO (PERDA TOTAL)  , veículos com danos de média ou grande monta, que não ultrapassam 75% do valor do bem.

COMO COMPRAR UM VEÍCULO COM PERDA TOTAL:

Se realmente a sua opção é comprar um veículo com perda total, uma boa dica, é comprar através de leilões, pois é possível fazer uma vistoria prévia e consultar alguns problemas de mecânica do véiculo,  quase sempre, o leiloeiro escreve no vidro dianteiro, problemas  ocasionados em decorrência do sinistro.

QUAL O PROCEDIMENTO APÓS A COMPRA:

Depois de reparar a mecânica e funilaria , o proprietário deverá fazer uma vistoria em uma empresa credenciada pelo INMETRO, que emitirá um CERTIFICADO DE SEGURANÇA VEICULAR - CSV

Com esse laudo e após a vistória prévia no DETRAN OU CIRETRAN,  o carro poderá ter seu documento regularizado no ORGÃO DE TRÂNSITO competente. No novo certificado , vai constar um carimbo com a palavra "SINISTRADO"

COMPRANDO DE PARTICULAR:

Ao comprar um veículo sinistrado de particular, é muito importante verificar toda documentação, se já foi feita transferência no Orgão de trânsito e principalmente o CSV.

Desconfie de carros com preços baixos , pois  um simples Boletim de ocorrência , com CARACTERIZAÇÃO DE ACIDENTE , de grande monta, poderá representar um bloqueio do veículo  e uma grande dor de cabeça, já que no PROCON, não é ´possível resolver esse tipo de situação, a não ser no "JUIZADO ESPECIAL" .

COMO FAZER SEGURO?

Em recente pesquisa consegui encontrar apenas duas seguradoras, que aceitam o bem, DESDE QUE, a indenização de PERDA TOTAL tenha sido caracterizada por ela própria. Portanto, é um fator muito importante para ser analisado.

COMPROU SEM SABER:

Uma agência ou concessionária, pode vender um automóvel sem saber que foi sinistrado. Nesse caso, é bem provável que o problema seja resolvido amigavelmente, caso contrário o comprador  poderá recorrer ao PROCON OU JUIZADO ESPECIAL (Mais rápido) . Se a compra  foi feita com particular, deverá procurar o JUIZADO ESPECIAL ou entrar com uma "AÇÃO JUDICIAL".

Fonte: http://guia.mercadolivre.com.br/carro-sinistrado-comprar-nao-16607-VGP

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Comprei no leilão e o documento não chegou ainda. O que fazer?

Prezados leitores,

Antes de tudo eu gostaria de agradecer pela grande quantidade de comentários e visitas neste BLOG, que é nosso BLOG. Uma comunidade para ajudar a esclarecer a todos sobre o funcionamento de leilões que é tão pouco divulgado. Deixo claro que minha intenção não é favorecer ou prejudicar alguém ou alguma empresa, mas sim compartilhar experiências de anos de trabalho no ramo.

Procedimentos para serem adotados quando seu documento não chegar.

Em postagens anteriores eu expliquei sobre o funcionamento dos leilões, seus riscos, vantagens, cuidados, melhores opções de compra. Falei também sobre sinistro, revenda de carros de leilão, além de mencionar sobre alguns leiloeiros, entre outras coisas.

Os baixos preços dos leilões atraem muitas pessoas à compra, mas estes preços não são baixos por acaso. Existem os riscos, e um destes riscos é o atraso na entrega da documentação, que não equivale a 1%, mas quando isto acontecer você precisará de algumas informações a respeito.

Os principais motivos para que ocorra o atraso da documentação são:


GRAVAME:

É a alienação do veículo em um sistema de proteção dos bancos e das financeiras. É o chamado SNG (sistema nacional de gravame). Quando alguém compra um veículo financiado, é lançado um gravame que impede a transferência do veículo para outro proprietário. 
Para transferir e preciso baixar o gravame. Se o gravame for de outro banco, o comitente vendedor em leilão dependerá do outro banco para efetuar a baixa. 

RENAINF :
É um sistema coordenado pelo Departamento Nacional de Trânsito- DENATRAN que registra as infrações à legislação de trânsito cometidas em unidade federada diversa daquela onde o veículo estiver registrado e licenciado, bem como, permite o registro das infrações impostas pela Polícia Rodoviária Federal-PRF e o DNIT - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes, independente da vinculação de registro do veículo.  Esse sistema possibilita que o órgão autuador tenha os dados necessários para notificar o infrator sobre a infração cometida e sobre a respectiva penalidade, bem como vincular os débitos existentes no DETRAN de registro do veículo.
Se o débito não estiver disponível no DETRAN da UF do veículo, não é possível efetuar o pagamento. Mas também não é possível transferi-lo, causando o atraso na emissão do documento.


Nestes dois casos, tanto o leiloeiro quanto o banco ficam com as mão atadas dependendo de terceiros.

Após o vencimento do prazo da entrega da documentação, você deve ligar pelo menos 2x por semana no escritório do leiloeiro para se informar de quais medidas estão sendo adotadas para regularização da situação.
Caso atrase mais de 30 dias, solicite imediatamente a recompra do veículo.


RECOMPRA:

Na recompra são devolvidos todos os gastos que você teve com o veículo, valor, comissão, despesa adm. e benfeitorias. As benfeitorias são reparos/consertos que você realizou agregando valor ao veículo após a retirada do pátio. Mas para o ressarcimento destes valores acontecer, é preciso ter todas a notas em mãos, além de uma nova vistoria que é realizada no pátio comparando o estado de saída do veículo quando do leilão com as condições na devolução.

O processo de recompra é o mais utilizado atualmente, porém em alguns casos o comitente pode se recusar a efetuar a recompra. Neste caso você deve entrar com um processo judicial no tribunal de pequenas causas, contra o comitente vendedor, pedindo este ressarcimento. Além de algum eventual valor referente a perdas e danos, se houver.


Na próxima postagem falaremos mais um poucos de outras situações que podem ocorrer o atraso da documentação e como proceder.

Espero ter ajudado,
Abraços e boa sorte!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Leiloeiros focam em leilões OnLine para 2012



Com o crescimento de usuários de internet e a alta das redes sociais, os leiloeiros investirão pesado nas vendas online neste ano.

Todo dia aparece um novo site de leilão na internet de leiloeiros oficiais ou não, e os já consagrados não ficarão para trás.

A promessa é que milhares de produtos eletrônicos de todos os tipos e condições de utilização serão disponibilizados para venda este ano. Os produtos têm origem de sinistros de carga sem uso e recuperação judicial. 

Fique atento:
Muitos destes produtos podem possuir problemas graves, como uma TV que tem a tela LCD avariada ou um Blu-Ray Player com o leitor danificado.
Apesar de não poder ligar os produtos, é obrigação do internauta realizar vistoria prévia nos lotes interessados.
Alguns leiloeiros testam os produtos e informam em seus sites as condições dos mesmos, o que não tira a obrigação de vistoria pelo interessado.

Além de produtos eletrônicos, os internautas se beneficiarão com diversas outras categorias como: Veículos, Motos, Mini-motos, Caminhões,  Imóveis e muito mais.

Sendo cuidadoso você pode se dar muito bem este ano, podendo comprar produtos novos por aproximadamente a metade do valor vendido no mercado.

Feliz Ano Novo e Boa Sorte!